OrtoImagem - Centro de Ortopedia e Imagem - Tubarão/SC

Notícias

Lesões no punho e na mão: saiba quais as patologias mais comuns e os tipos de tratamento

14/02/2019O Ortopedista e Traumatologista, especialista em cirurgia da mão, Dr. Rafael Roberg, as lesões acometem todas as faixas etárias.

Lesões no punho e na mão: saiba quais as patologias mais comuns e os tipos de tratamento

A mão é membro do corpo capaz de coordenar vários movimentos ao mesmo tempo, é rica em precisão, além de executar movimentos desde os mais delicados a aqueles que exigem força e preensão. É formada por 27 ossos principais, sendo oito do carpo, cinco do metacarpo e 14 falanges e um número variável de pequenos ossos sesamóides.  Este conjunto é responsável em promover a qualidade de vida da pessoa, mas quando não há cuidados algumas lesões podem surgir.

De acordo com o Ortopedista e Traumatologista, especialista em cirurgia da mão, Dr. Rafael Roberg, as lesões acometem todas as faixas etárias, desde crianças, adultos e idosos. Na infância e adolescência devido ao grande número de quedas e traumas as lesões traumáticas como as fraturas, entorses e contusões são mais comuns. Já nos adulto jovem, muitas vezes os acidentes de trabalho como esmagamento, ferimento cortante ou queda de altura apresentam uma grande incidência, as tendinites são as causas de dores mais relatas devidos aos esforços repetitivos ou atividades físicas desregradas. Os adultos de meia idade e idosos já apresentam a síndrome do túnel, a artrose e o dedo em gatilho como as patologias mais frequentes.

O Ortopedista explica que a tenossinovite de De Quervain é uma das lesões que desenvolvem com esforço repetitivo, envolvendo dois tendões (abdutor longo do polegar e extersor curto do polegar) que percorrem o lado dorso lateral do punho. “Os pacientes geralmente expressam desconforto considerável com o movimento do punho e do polegar. Este dois tendões que ajudam a mover o polegar desenvolvem degeneração por atrito à medida que passam através de um pequeno túnel”, diz.

  O diagnóstico dessa patologia é realizado através de avaliação clínica com base na história vivida pelo paciente, exame físico e por imagem, como: ultrassonografia, que confirmará o espessamento e a inflamação dos tendões.

O tratamento da tenossinovite de De Quervain inicia-se com tratamento clínico adequando, tanto medicamentoso como fisioterápico. De acordo com o Ortopedista quando não há um resultado satisfatório é indicado tratamento por intervenção cirúrgica. Este procedimento também é aplicado para outras patologias, como: Dedo em Gatilho, Síndrome do Túnel do Carpo e Cisto Sinovial.

O tratamento cirúrgico mais adotado continua sendo o método aberto, porém com o avanço das técnicas cirúrgicas e dos equipamentos ortopédicos, cada vez mais as cirurgias minimamente invasivas, ou seja, por vídeo estão sendo utilizadas. Dr. Rafael diz que o fator que ainda limita o seu uso é o valor elevado dos equipamentos.

O Ortopedista acrescenta que as cirurgias minimamente invasivas apresentam um tempo de recuperação mais rápida, devido ao acesso cirúrgico menor, menos sangramento intra-operatório e menor risco de infecção. O repouso do paciente leva de 10 a 15 dias e depois inicia a fisioterapia. O método aberto apresenta um tempo prolongado, o paciente leva de três a quatro semanas para apresentar melhora no edema no local e depois inicia a fisioterapia.

Dr. Rafael explica que o paciente após a recuperação da cirurgia encontra-se apto para realizar qualquer atividade que já realizava, desde laboral à atividade física.

 

Francine Germano de Andrade

Jornalista (SC 4381 JP)

Relações Públicas/Marketing

 

 

Imagens da Notícia

  • Imagem

Últimas Notícias

Doença de Dupuytren: conheça as caraterísticas e como voltar a movimentar todos os dedos da mão
Doença de Dupuytren: conheça as caraterísticas e como voltar a movimentar todos os dedos da mão As pessoas mais propensas a desenvolver a patologia são as do sexo masculino, principalmente entre 40 a 60 anos. 06/08/2019 Leia mais
Dor nos membros superiores pode estar relacionado a problemas na coluna
Dor nos membros superiores pode estar relacionado a problemas na coluna Dependendo da raiz acometida a dor pode se irradiar por distintas partes no membro superior. 29/07/2019 Leia mais

Como agendar sua consulta

Consulte a disponibilidade de nossos especialistas e agende uma consulta.


Contato telefônico

(48) 3631-1400 | (48) 3631-1401


Nosso endereço

Rua Padre Bernado Freuser, 228 - Tubarão / SC


Horário de agendamento

08:00 às 18:00 - sem fechar ao meio-dia


Na hora marcara, dirija-se a Ortoimagem. Nossa equipe ficará feliz em recebê-lo(a).


Atenção!

Não está incluso no valor da consulta os exames por imagem e procedimentos realizados na sala de gesso.


Meus Exames

Como agendar seu exame

Agenda seu exame com um de nossos colaboradores.


Contato telefônico

(48) 3631-1413 | (48) 3631-1433


Nosso endereço

Rua Padre Bernado Freuser, 228 - Tubarão / SC


Horário de agendamento

08:00 às 18:00 - sem fechar ao meio-dia


Nossa equipe ficará feliz em recebê-lo(a).


Atenção!

Horário diferenciado para realização dos exames de Ressonância Magnética

Segunda a sexta-feira

07:00 às 23:00 - sem fechar ao meio-dia


Meus Exames