OrtoImagem - Centro de Ortopedia e Imagem - Tubarão/SC

Notícias

Dor ciática: saiba como identificar e tratar a inflamação

10/06/2019Especialista explica que a dor ciática não é propriamente uma doença, mas um sintoma de que algo errado está acontecendo com o corpo.

Dor ciática: saiba como identificar e tratar a inflamação

Queimação, fisgadas, dormência, falta de sensibilidade e dor nas pernas, que aumentam gradualmente atingindo a coluna lombar, são os sintomas mais comuns da dor ciática. Para conhecer as causas e evitar o desenvolvimento dessas sintomatologias, especialistas alertam sobre alguns cuidados.

Segundo o Ortopedista e Traumatologista, especialista em cirurgia da coluna vertebral da Ortoimagem, Dr. Martins Back Netto, as pessoas sedentárias em geral são as mais propensas a desenvolver a dor ciática. Outros hábitos como postura inadequada, movimentos repetitivos, excesso de peso e atividades de grande esforço físico contribuem também para o desenvolvimento da dor.

É importante destacar que a dor ciática não é propriamente uma doença, mas sim, um sintoma de que algo errado está acontecendo com seu corpo. De acordo com Dr. Martins, as causas para a compreensão do nervo ciático e o consequente surgimento de processos dolorosos pode estar relacionado a: hérnia de disco, osteoartrite, síndrome do músculo piriforme, estenose da coluna lombar, deformidades e tumores.

Para se chegar a um diagnóstico preciso o Ortopedista e Traumatologista, Dr. Phelipe Menegaz, que também faz parte da equipe de especialistas em cirurgia da coluna vertebral da Ortoimagem, explica que o paciente precisa ser avaliado por um médico ortopedista ou neurocirurgião e através da história clínica, avaliação física e exames complementares como: radiografias da coluna e ressonância magnética se chegará a uma confirmação da causa da compressão das raízes envolvidas, além de saber em que nível da coluna o nervo está sendo comprimido.

Dr Phelipe explica que o tratamento inicial de casos de ciatalgia aguda começa com repouso relativo, utilização de analgésicos simples, anti-inflamatórios e fisioterapia, afim de melhorar a mobilidade e fortalecimento. Para os pacientes que não apresentaram nenhuma melhorar com o tratamento conservador, sugere-se infiltrações na coluna, buscando alívio sintomático das dores até que a causa da compressão seja resolvida. “Em torno de 10% a 20% dos pacientes necessitarão de alguma intervenção cirúrgica”, diz Dr.Phelipe.

Depois do tratamento vem a preocupação do paciente de não sentir mais a dor. Para isso, alguns hábitos devem ser modificados. Dr. Phelipe apresenta algumas recomendações como: manter o peso adequado para evitar sobrecarga para a coluna, não fumar, pois o tabagismo contribui para desenvolvimento da discopatia degenerativa. Para as profissões que exigem maior esforço da coluna é essencial que o trabalhador siga as recomendações de segurança do trabalho e a realização de atividade física regular. É importante fortalecer e alongar a musculatura, promovendo melhor condicionamento físico e combate ao estresse além de essencial para evitar novas crises de dor.

Os exercícios mais recomendáveis para os pacientes que já sofreram com dor ciática são: exercícios aeróbicos de baixo impacto (caminhada, ciclismo natação), exercícios de fortalecimento abdominal, paravertebral e alongamento da musculatura dos membros inferiores. Alguns exercícios da musculação devem ser evitados como leg press e agachamento com peso.

Se você tem algum sintoma compatível com os descritos nesta reportagem não se auto medique, procure um Ortopedista.

 

Francine Germano de Andrade

Jornalista (SC 4381 JP)

Relações Públicas/Marketing

 

 

 

 

Imagens da Notícia

  • Imagem
  • Imagem

Últimas Notícias

Doença de Dupuytren: conheça as caraterísticas e como voltar a movimentar todos os dedos da mão
Doença de Dupuytren: conheça as caraterísticas e como voltar a movimentar todos os dedos da mão As pessoas mais propensas a desenvolver a patologia são as do sexo masculino, principalmente entre 40 a 60 anos. 06/08/2019 Leia mais
Dor nos membros superiores pode estar relacionado a problemas na coluna
Dor nos membros superiores pode estar relacionado a problemas na coluna Dependendo da raiz acometida a dor pode se irradiar por distintas partes no membro superior. 29/07/2019 Leia mais

Como agendar sua consulta

Consulte a disponibilidade de nossos especialistas e agende uma consulta.


Contato telefônico

(48) 3631-1400 | (48) 3631-1401


Nosso endereço

Rua Padre Bernado Freuser, 228 - Tubarão / SC


Horário de agendamento

08:00 às 18:00 - sem fechar ao meio-dia


Na hora marcara, dirija-se a Ortoimagem. Nossa equipe ficará feliz em recebê-lo(a).


Atenção!

Não está incluso no valor da consulta os exames por imagem e procedimentos realizados na sala de gesso.


Meus Exames

Como agendar seu exame

Agenda seu exame com um de nossos colaboradores.


Contato telefônico

(48) 3631-1413 | (48) 3631-1433


Nosso endereço

Rua Padre Bernado Freuser, 228 - Tubarão / SC


Horário de agendamento

08:00 às 18:00 - sem fechar ao meio-dia


Nossa equipe ficará feliz em recebê-lo(a).


Atenção!

Horário diferenciado para realização dos exames de Ressonância Magnética

Segunda a sexta-feira

07:00 às 23:00 - sem fechar ao meio-dia


Meus Exames