OrtoImagem - Centro de Ortopedia e Imagem - Tubarão/SC

Dr. Giovanni Benedet Camisão

Dr. Giovanni Benedet Camisão

Ortopedia e Traumatologia

Publicações

Ortopedista explica que algumas deformidades podem surgir na quarta semana de gestação

30/04/2019O tratamento das lesões congênitas deve ser realizado já nos primeiros dias de vida do bebê.

Ortopedista explica que algumas deformidades podem surgir na quarta semana de gestação

Pais de primeira viagem têm muitas dúvidas com relação ao desenvolvimento do bebê ainda no útero da mãe. Mas o que não é muito explorado pelos futuros pais são as lesões congênitas ortopédicas que seu filho pode vir a desenvolver ainda dentro do útero.

Especialistas afirmam que algumas deformidades  podem surgir na quarta semana de gestação. As principais lesões congênitas dentro da ortopedia são: pé torto congênito, luxação congênita de quadril, escoliose, torcicolo, coxa valga, joelho valgo, pés planos e pés cavos.

Segundo Giovanni Benedet Camisão, médico ortopedista infantil da clinica Ortoimagem de Tubarão à medida que o bebê vai desenvolvendo, podem surgir os problemas, seja por alterações posicionais, vasculares e ou neurológicas; uma gestação gemelar; perda de líquido amniótico nas fases finais da gravidez, reduzindo o tamanho do útero e dificultando o pleno desenvolvimento.

O diagnóstico do pé torto congênito pode ser feito através de ultrassonografia que a mãe faz ao longo da gestação, em especial depois do segundo trimestre.

O tratamento deve ser realizado já nos primeiros dias de vida do bebê. Durante as visitas ao consultório os pezinhos deverão ser massageados e alongados pelo ortopedista e depois engessados, permanecendo assim por uma semana e repetir conforme necessário. Em menos de três meses os casos são concluídos.

Já a luxação congênita de quadril ou displasia congênita é uma condição onde há uma alteração no desenvolvimento do quadril do recém-nascido que prejudica a estabilidade desta articulação. Segundo o Ortopedista Infantil é uma patologia de difícil tratamento, formada já em intra-útero.

Depois de nascer, à doença é diagnosticada através de exame físico, ultrassonografia e radiografia.

Este tipo de lesão está mais presente em meninas e em crianças que estiveram em posição sentada por muito tempo no útero.

O tratamento é iniciado com uso de suspensório de pavlik, gesso e se necessário cirurgia.

A escoliose congênita, também considerada uma lesão grave, é um desvio da coluna vertebral para a esquerda ou direita, resultando em um formato de "S" ou "C". Atinge meninos e meninas e pode ser diagnosticada através de exame físico e radiológico.

Dr. Giovanni explica que se trata de uma deformidade com tratamento longo.  Inicialmente, são realizas visitas freqüentes ao consultório para observar o seu desenvolvimento, podendo no futuro fazer freqüentes cirurgias.

Para o torcicolo congênito, o diagnóstico é clinico pela detenção de uma leve massa palpável no músculo esternocleidomastoideo. Essa massa normalmente desaparece nos primeiros três meses de vida.

O ortopedista diz que apenas a fisioterapia e estímulo simples, como mudarem a posição do berço, resolvem 90% dos casos quando iniciado até dois anos de vida.  Para crianças depois dessa idade, indica-se tratamento cirúrgico, isso se ela apresentar restrição da mobilidade do pescoço maior que 30 graus ou quando já possui assimetria facial. “A cirurgia consiste no alongamento do músculo esternocleidomastoideo”, diz.

 

A lesão dos joelhos genovaro e valgo o ortopedista explica que é uma deformidade que pode ter sintoma de dor.

“As variações que a lesão apresenta na verdade são fases do desenvolvimento e alinhamento dos joelhos infantis, que iniciam como varo (afastamento dos joelhos) passando por valgo em torno dos 3 a 4 anos, a partir desta idade com alinhamento em neutro em torno dos 7 anos, pequenas variações de valgo e varo são aceitas como normais, tratamentos nas deformidades mais importantes podem ser de cunho cirúrgico”,diz Giovanni.  

Pé Plano e pé cavo são lesões contrárias, sendo que a primeira se divide em pés sintomáticos (dor, calosidade, dificuldade de andar) e assintomáticos (a maioria esmagadora), flexíveis e rígidos. O diagnóstico para o pé plano é evidente ao exame físico, com a ausência do arco medial plantar. Por se tratar de uma lesão esteticamente estranha e funcionalmente normal, na maioria dos casos não nada a fazer. Palmilhas e cirurgias são tratamentos alternativos e tem indicações precisas.

Para o pé cavo existe uma elevação acentuada de o arco medial plantar, pode ter origem natural (variação normal do pé), ou neurológica, onde se pede mais atenção, pois pode esconder patologias neurológicas complexas e importantes. O tratamento indica-se conservador, com uso de palmilhas, observação e até mesmo cirúrgico.

Para concluir o especialista explica sobre a lesão congênita coxa valga e vara que são deformidades do colo fermural.

O tratamento consiste em observação através de visitas ao consultório do médico ortopedista e em alguns casos se faz necessária a intervenção cirúrgica.

O diagnóstico é realizado através de exame físico e radiografias.

Segundo Giovanni as deformidades de modo geral podem aparecer ao longo da gravidez. É importante lembrar que não se faz nada durante a gestação, mas a partir do momento em que o bebê nasce à doença poderá ser tratada, na maioria dos casos com a correção total da lesão.

 

Francine Germano de Andrade

Jornalista (SC 4381 JP)

Relações Públicas/Marketing

 

Assista a entrevista na UnisulTV

 

Imagens da Publicação

  • Imagem

Últimas Publicações

Osteomielite pode atingir crianças e adultos
Osteomielite pode atingir crianças e adultos A patologia é uma infecção do osso causada por bactérias, fungos ou vírus que pode chegar aos ossos pela corrente sanguínea. 30/04/2019 Leia mais
Escoliose: observação frequente dos pais pode contribuir para evitar futuras lesões posturais.
Escoliose: observação frequente dos pais pode contribuir para evitar futuras lesões posturais. Especialista diz que a lesão na Coluna Vertebral continua sendo a patologia que mais atinge crianças e adolescentes. 30/04/2019 Leia mais

Como agendar sua consulta

Consulte a disponibilidade de nossos especialistas e agende uma consulta.


Contato telefônico

(48) 3631-1400 | (48) 3631-1401


Nosso endereço

Rua Padre Bernado Freuser, 228 - Tubarão / SC


Horário de agendamento

08:00 às 18:00 - sem fechar ao meio-dia


Na hora marcara, dirija-se a Ortoimagem. Nossa equipe ficará feliz em recebê-lo(a).


Atenção!

Não está incluso no valor da consulta os exames por imagem e procedimentos realizados na sala de gesso.


Meus Exames

Como agendar seu exame

Agenda seu exame com um de nossos colaboradores.


Contato telefônico

(48) 3631-1413 | (48) 3631-1433


Nosso endereço

Rua Padre Bernado Freuser, 228 - Tubarão / SC


Horário de agendamento

08:00 às 18:00 - sem fechar ao meio-dia


Nossa equipe ficará feliz em recebê-lo(a).


Atenção!

Horário diferenciado para realização dos exames de Ressonância Magnética

Segunda a sexta-feira

07:00 às 23:00 - sem fechar ao meio-dia


Meus Exames